Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A dança da vida

Sab | 03.11.18

O que significa aproveitar a minha idade?

      Tenho 26 anos.

      Considero que não vivi muito nestes anos. Não fiz o normal que o pessoal da minha idade costuma fazer: muitos jantares em grupo, praticar desporto, encontros de amigos, ir a concertos, ver o pôr-do-sol, cinema, bailes...

      Sou muito pacata e quem me dá a minha casinha, dá-me tudo. Durante a semana, quando saio do trabalho só penso em chegar a casa... Raras (muito raras) são as vezes que durante a semana alguém me vê na rua depois da hora do trabalho. E até mesmo ao fim-de-semana. Antigamente, os Domingos eram para passear. Agora não. Prefiro ficar em casa, embrulhada no cobertor.

     Ontem, construtivamente, uma colega de trabalho disse-me que não estou a aproveitar a idade que tenho. Eu concordei, porque tenho noção que a vida não se resume a casa-trabalho, trabalho-casa. Há muito além disso, tenho essa consciência.

      Mas surgiu-me uma questão: O que é, realmente, aproveitar a vida na minha idade (fora os anos todos que já perdi)?...

      Eu não quero sair só porque sim. Só para ver pessoas. Só para dizer que não estive em casa. Quero ter um propósito, mas ao mesmo tempo sei que me estou a ficar pelo confortável e não arrisco...

      Confesso que já fiz pesquisas: escolas de dança, ginásio, aulas de yoga, sítios a visitar aqui perto... No entanto, quando acabo um dia de trabalho e estou a caminho de casa penso "ainda bem que não me inscrevi em nada. Só me apetece ir para casa"...

 

      Desculpem este post um bocadinho mais deprimente,  mas realmente é algo que anda a mexer muito comigo e a conversa de ontem deixou-me a pensar... :/

 

Um beijinho*

Até breve!

4 comentários

Comentar post