Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A dança da vida

Dom | 22.07.18

De mão dada com o otimismo

23.jpg

      Olá a todos! Peço desculpa pela ausência!

      Hoje venho partilhar convosco uma reflexão acerca do otimismo presente na nossa vida.

      Na minha opinião, ser otimista não implica ter motivos para sorrir a todo o momento, mas sim ter a capacidade de, perante os obstáculos que nos aparecem à frente diariamente, conseguir ver o lado positivo e tirar proveito de todas as aprendizagens que a vida nos oferece.

    Eu não sou uma pessoa otimista, mas estou a ler um livro que já me fez perceber o porquê de não o ser (irei partilhar um post sobre o livro quando terminar a leitura) e, sinceramente, eu nunca tinha pensado nisso. No entanto, eu tenho vindo a tentar lutar contra mim mesma em certas situações para que a carga negativa que há em mim não seja tão grande. Confesso que há dias em que se torna mais fácil que outros, mas o segredo é não desistir. Não desistir, acima de tudo, de mim, porque somos nós que temos o poder de cuidar de nós, da nossa mente, do nosso equilíbrio e mostrar a nós mesmos que somos capazes não pelos outros nem para os outros, mas sim por e para nós mesmos.  

     Na verdade, se não estivermos bem connosco próprios, não conseguimos, sequer, ser boa companhia nem para nós, nem para quem nos rodeia e nos ama.

      Uma coisa que tenho tentado esquecer um pouco são as redes sociais, onde tudo PARECE PERFEITO. Já perdi essa ilusão, porque a perfeição não existe e, do fundo do coração, sinto que desde que me desliguei mais das redes sociais, me sinto mais livre, mais eu e que sei cada vez melhor que o meu mundo me faz feliz, com o que tenho e com o que não tenho. É essencial sabermos valorizar o que é realmente importante e desligarmo-nos daquilo que não nos preenche.

       Tenta acreditar em ti e nas tuas capacidades, todos os dias, mais um bocadinho e verás a diferença. Tens nas tuas mãos a decisão do caminho que escolhes para a tua vida. Faz uma boa escolha!

 

Até breve!  

1 comentário

Comentar post