Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A dança da vida

Seg | 16.04.18

A influência do mar

      No passado sábado estava com uma enorme ânsia de ir ver o mar e com uma igual vontade de me deitar no sofá porque estava demasiado cansada. Ainda que quase a arrastar os pés lá fui eu. A minha irmã parou o carro num lugar perfeito. Desci as escadas e sentei-me ao fundo delas… Estive lá pouco tempo porque não estava sozinha e não dependia só de mim, mas acreditem que o tempo que estive foi de tal forma gratificante que esqueci as dores que tinha no corpo.

      Sentada, observei as ondas e as gaivotas que por ali andavam, escutei, fechei os olhos e senti o sol e o vento… Como é possível que o mar tenha tanto impacto em mim? Além disso, senti que aquele sítio onde eu estava era especial e quero muito passar algumas horas de vários Sábados Primaveris ali.

      Sempre gostei muito de praia. Antigamente eram várias as vezes que mesmo no inverno eu passeava à beira mar com os meus pais e com a minha irmã, no entanto, com o passar do tempo esse hábito perdeu-se e chego a esta altura do ano com vontade de visitar a praia.

      Há um segredo que vou partilhar com vocês: sempre que os meus olhos se cruzam com o mar há um pedido que é feito por mim. Peço sempre que ele leve o necessário e que me traga o essencial. Sinceramente, em certos aspetos, não tem sido um pedido em vão ;)

      Quero voltar, o mais rápido possível!

 final.png

Até breve!